Enquanto Vivem na Escuridão

Rubens Santini de Oliveira

Orientações Práticas para Atividades de Desobsessão

Precisamos lembrar que em nossos trabalhos de desobsessão aparecem Espíritos que vivem na escuridão das trevas. A grande maioria é vingativa e obsessora e são, no fundo, Espíritos sofredores, e não sabem disso. Eles precisam ser ouvidos, receber o nosso amor e a nossa atenção.

A Entidade, apesar de tantos malefícios causados, precisa sentir que é amada e é bem vinda. Nada de lições de moral, de repreensões, de forçá-las a aceitarem os ensinamentos de Jesus. Tudo tem o seu tempo e deve ser espontâneo. A recuperação moral e espiritual não se concretiza com uma conversa de 15 minutos. Primeiro precisamos conquistar a confiança deste Irmão sofredor. É necessário lembrar e realçar as suas qualidades. Mesmo alguém que tenha mil defeitos, com certeza deve ter um lado bom. E é para esse lado é que devemos direcionar a nossa doutrinação. Precisamos despertar novos potenciais no indivíduo.

Neste presente trabalho, “Enquanto vivem na escuridão” , apresento uma compilação de algumas obras, de alguns autores já consagrados dentro do nosso meio espírita, juntamente com alguma experiência que adquiri nesses dez anos de atividades dentro do Grupo Espírita “Casa do Caminho”.

Confesso que foi um trabalho difícil: pois cada sessão, cada manifestação, cada doutrinação é sempre uma nova surpresa, um novo aprendizado que esses Irmãos nos trazem.

Não esperem nenhuma “receita de bolo”! Como já disse, para cada manifestação é uma “tática” diferente que devemos aplicar...

Mas o principal, e é isto que essas Entidades observam, é a nossa conduta no nosso dia a dia, seja dentro do Centro Espírita, seja na rua, dentro de casa, em nosso ambiente de trabalho. Os ensinamentos de Jesus são para serem aplicados, sem fanatismo, durante as 24 horas de nossos dias!

Índice Geral

  1. Não estamos sozinhos
  2. Preparação das atividades no Plano Espiritual
  3. Como se comportar e manter o ambiente de trabalho
  4. Equipe de Desobsessão
  5. Entidades manifestantes
  6. Deixem a Entidade Espiritual falar
  7. Indução hipnótica
  8. Você já morreu!
  9. Amor e Ódio: duas faces de uma só realidade
  10. Número de manifestações simultâneas
  11. Sintomas de envolvimento com a Entidade
  12. Orai e Vigiai, pois estamos sendo espionados
  13. Postura após o encerramento da sessão
  14. O poder da prece
  15. O perdão

ANEXO: Divaldo Franco responde

BIBLIOGRAFIA

(Publicado no Boletim GEAE Número 449 de 11 de fevereiro de 2003 )