Dez maneiras para não deixar morrer uma associação

Aloysio Alfredo Silva

  1. Compareça às reuniões na hora certa e, se possível, um pouco antes do seu início;
  2. Mesmo com mau tempo, nunca falte às reuniões;
  3. Se solicitado a cooperar, demonstre boa vontade;
  4. Nunca recuse um trabalho, alegando que a tarefa compete à Diretoria;
  5. Se não for convidado para participar de alguma comissão, não se aborreça, continue apoiando os bons empreendimentos;
  6. Quando criticar o desempenho daqueles que comparecem às reuniões, faça-o de maneira elevada e construtiva;
  7. Procure conservar o patrimônio da associação e não deixe o encargo apenas para a Diretoria;
  8. Chamado a opinar, opine. Fora da reunião não faça críticas desairosas, argumentando que se devia ter feito isso ou aquilo;
  9. Trabalhe pelo bem de sua entidade. Se alguns associados se unirem para desenvolver um trabalho profícuo, não se acomode em comentários que a sociedade é dirigida por "grupinhos". Ao contrário, junte-se a eles;
  10. Pague, em dia, suas contribuições.

(Jornal Mundo Espírita de Novembro de 98)