Deveres ou compromissos na reencarnação

Ednir da Silva Malvestio

de Ribeirão Preto, SP

"(...) Lembrai-vos de que a cada pai e a cada mãe, Deus perguntará: Que fizeste da criança confiada à vossa guarda? (...)" - Santo Agostinho

Com as idéias adormecidas, reencarna o Espírito cativando amor e solicitude de tos que o cercam, desta nova "velha" família de comprometidos do passado.

A sabedoria da criação Divina nos envia a criança necessitando de cuidados delicados. Somente a ternura materna é superior a fragilidade e ingenuidade deste recém-chegado. Desconhecem o passado para que a criança não perca a fisionomia dócil e indefesa, e para que o adulto não transforme sua abnegação em repulsa.

Durante certo período, o Espírito permanece numa espécie de sono, em que todas as faculdades se conservam em estado latente. Esse estado transitório é necessário para que o mesmo tenha um novo ponto de partida, esquecendo nesta nova existência tudo o que seria um entrave para o novo relacionamento.

A partir do nascimento suas idéias retomam gradualmente o seu desenvolvimento, acompanhando o crescimento do corpo.

Não podemos esquecer na Terra que os filhos são companheiros que retomam temporariamente ao convívio, para se reajustarem conosco, necessitados assim como nós mesmos, de amor, cuidados e ensinamentos, no que se refere ao trabalho de regeneração, com bases na Lei Divina.

Destacamos a importância do Espiritismo para o esclarecimento dos compromissos entre pais e filhos. Agradecendo as divinas alegrias da chegada de uma criança ensinando-a sobre sua função na Terra, para se aperfeiçoar, amar e abençoar. Estar alerta, trabalhar as tendências provenientes das existências anteriores através da educação. Dar, ensinar noções de justiça e trabalho, fraternidade e ordem, habituando-a desde cedo à disciplina e ao exercício do bem, com otimismo e esperança.

É importante lembrar instruções que recebemos no Evangelho: "Oh, espíritas! Compreendei neste momento o grande papel da Humanidade! Compreendei que, quando gerais um corpo, a alma que se encarna vem do espaço para progredir. Tomai conhecimento dos vossos deveres, e ponde todo o vosso amor em aproximar essa alma de Deus: é essa a missão que vos está confiada, e da qual recebereis a recompensa, se a cumprirdes fielmente. Vossos cuidados, a educação que lhe derdes, auxiliarão o seu aperfeiçoamento e sua felicidade futura."

Fontes: O Evangelho Segundo o Espiritismo

Pensamento e Vida - Emmanuel - F. C. Xavier

(Jornal Verdade e Luz Nº 180 de Janeiro de 2001)